Os Peritos

Abas primárias

 

A - M | N - Z

Benjamin Apelberg, PhD, MHS
Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health
Dr. Apelberg ocupa atualmente o cargo de pesquisador no Departamento de Epidemiologia da Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health e também do Institute for Global Tobacco Control. Epidemiologista ambiental, investe seu conhecimento para investigar como a forma invasiva das toxinas ambientais afeta a saúde, incluindo a fumaça do tabaco. Conduziu estudos que destacam os benefícios de aumentar as taxas de cessação do tabagismo em países como o Japão e os Estados Unidos. Atualmente, trabalha no sentido de proporcionar aos investigadores uma ferramenta que estabeleça o risco de um fumante contrair uma doença.

Vigilância do Controle do Tabaco

Douglas Bettcher MD, PhD
Tobacco Free Initiative (WHO)
Douglas Bettcher MD, PhD tem grau de doutor em Relações Internacionais e formação superior em Política Mundial, ambos cursados na London School of Economics and Political Science; mestrado em Saúde Pública (com ênfase nos países em desenvolvimento) pela London School of Hygiene and Tropical Medicine; e formou-se como doutor em Medicina pela University of Alberta, Canadá. É atualmente o diretor do Departamento de Iniciativa Livre de Tabaco da OMS, em Genebra, onde supervisiona o programa global da OMS sobre controle do tabaco. Faz parte da diretoria editorial da publicação científica da OMS, o Bulletin of the World Health Organization. O Dr. Bettcher foi coordenador da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco da OMS em Genebra de 1998 a 2007 e vice-presidente do grupo de interesse em saúde pública da American Society of International Law. É também membro da diretoria editorial do jornal Global Governance.

A CQCT: uma atualização

Stella Aguinaga Bialous, RN, MScN, DrPH, FAAN
Tobacco Policy International
Dra. Stella Bialous é presidente da Tobacco Policy International, organização de pesquisas e consultoria sobre políticas. É também consultora sênior da Organização Mundial de Saúde e foi consultora sênior da iniciativa da Dra. Linda Sarna, patrocinada pela Robert Wood Johnson Foundation, chamada “Tobacco Free Nurses”. Foi o primeiro programa criado nos Estados Unidos para ajudar enfermeiras na cessação do fumo. Atualmente presta consultoria para o “Helping Smokers Quit Project”, financiado pelos Centers for Disease Control and Prevention, analisando as estratégias que convertem o tratamento da dependência do tabaco baseado em indícios na prática da enfermagem clínica. Autora de vasta literatura sobre o monitoramento da indústria do tabaco, política internacional, estratégias de enfermagem e controle do tabaco, e de palestras em inúmeras conferências nacionais e internacionais, participou do comitê de organização da World Conference on Tobacco or Health em 2006 e 2009. Em 2003, foi a primeira a ganhar o prêmio Sybil G. Jacobs Adult, da American Legacy Foundation, pelo Uso Exemplar dos Documentos da Indústria do Tabaco para a Saúde Pública.

Programas Corporativos de Responsabilidade Social | O Papel de Enfermeiros no Controle do Tabaco

Johanna D. Birckmayer, PhD, MPH
Campaign for Tobacco-Free Kids
Johanna D. Birckmayer concluiu seu doutorado em Política de Saúde pela Harvard University, apresentando sua tese sobre os efeitos das alterações das políticas do álcool sobre a violência dos jovens. Fez mestrado em Saúde Pública pelo Departamento de Comportamento de Saúde e Educação de Saúde da University of North Carolina. Trabalhou na África com a criação, implementação e avaliação de programas de saúde, e no Colorado, onde conduziu uma análise das políticas do condado sobre o tabaco, tendo sido coautora de um plano de controle do tabaco para o condado. Foi diretora de Programa no Pacific Institute for Research and Evaluation em Calverton, Maryland, onde conduziu uma análise de subvenções estaduais para a prevenção do álcool, tabaco e outros problemas relacionados a drogas, sendo atualmente diretora de Pesquisa Internacional para a Campaign for Tobacco-Free Kids em Washington D.C.

Melhores Práticas na Política de Controle do Tabaco: uma atualização

José Luis Castro
International Union Against Tuberculosis and Lung Disease
José Luis Castro fez mestrado em Gestão Pública pela University of Pennsylvania; mestrado em Administração pela Teacher’s College at Columbia University e doutorado em Administração de Empresas pela International School of Management. Ocupa atualmente o cargo de vice-diretor executivo da International Union Against Tuberculosis and Lung Disease. O Sr. Castro trabalhou antes nos Departamentos de Saúde Pública das cidades de Filadélfia e Nova York, ajudando a criar o Plano de Serviços de Saúde Pública Municipal de Nova York, que é considerado um modelo internacional de controle da tuberculose. Trabalhou como orientador da Organização Mundial de Saúde na Índia, assessorando a implementação da Revisão do Programa Nacional de Controle da Tuberculose. Estabeleceu o Programa Internacional de Desenvolvimento Administrativo em 2003. É também membro do conselho diretor da World Lung Foundation e da Fundación Carlos J. Finlay, e faz parte da diretoria editorial do Journal of Health Management.

Desenvolvimento de Recursos para o Controle do Tabaco

Frank Chaloupka, PhD
University of Illinois and ITEN
Dr. Frank Chaloupka formou-se em Administração de Empresas pela John Carroll College em 1984, e se doutorou pela City University of New York Graduate School e pelo University Center. Atualmente é professor de Economia na University of Illinois na Chicago College of Business Administration. Atua como diretor na International Tobacco Evidence Network e na ImpacTeen: A Policy Research Partnership to Reduce Youth Substance Abuse. O Dr. Chaloupka é ainda pesquisador dos Programas de Economia da Saúde e Infantil do National Bureau of Economic Research. Suas áreas de pesquisa são a análise econômica do abuso de substâncias e o efeito que os programas de controle exercem sobre a demanda de substâncias como o tabaco e o álcool. O Dr. Chaloupka é autor de muitos trabalhos de pesquisa sobre essas matérias, e é grande contribuidor para o avanço da pesquisa na área de economia do abuso de substâncias.

Tributação do Tabaco

Sophia Chan, PhD, MPH, MEd, RN, RSCN, FFPH, FAAN
University of Hong Kong
Sophia Chan é atualmente professora de Enfermagem, chefe do Departamento de Estudos de Enfermagem e diretora assistente da Li Ka Shing Faculty of Medicine da University of Hong Kong. Fez mestrado em Educação pela University of Manchester, mestrado em Saúde Pública pela Harvard School of Public Health, e concluiu seu doutorado pela University of Hong Kong. A pesquisa de Chan explora as diferenças etnoculturais comparativas entre os chineses e outros fumantes, através da síntese de metodologias da ciência epidemiológica e social. Ela examina também a diferenciação da função profissional entre os trabalhadores do atendimento de saúde e social e como prestam os serviços de cessação do fumo. Chan foi pioneira em promover o primeiro programa de aconselhamento para a cessação do fumo em Hong Kong, e treina profissionais nas áreas de medicina, enfermagem, farmácia e serviço social com respeito às intervenções de tratamento da dependência do tabaco em toda a China. Criou também a Women Against Tobacco Taskforce (WATT) em Hong Kong para ajudar as mulheres fumantes a parar, e iniciou a primeira Linha Direta para Jovens em Hong Kong.

Criação de uma Clínica de Cessação do Tabagismo

Joanna Cohen, PhD
Institute for Global Tobacco Control
Joanna Cohen é professora de Prevenção de Doenças da Bloomberg e diretora do Institute for Global Tobacco Control na Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health. É também professora nomeada da Dalla Lana School of Public Health na University of Toronto. Obteve o grau de doutora em Política e Administração de Saúde pela University of North Carolina - Chapel Hill, e mestrado em Ciências da Saúde, em Saúde e Epidemiologia Comunitárias pela University of Toronto. A Dra. Cohen pesquisa os fatores que influenciam a adoção e a implementação da política de saúde pública acompanhados de uma análise dos resultados positivos e das consequências não intencionais. Seus estudos incluem a análise da legislação canadense e norte-americana sobre o tabaco e a política de controle do tabaco, um coorte longitudinal de fumantes voltado para o comportamento de cessação e influências externas, a promoção do tabaco no ponto de venda, preços e tributação do tabaco, embalagens, opções para redução da disponibilidade física de produtos de tabaco, e a interferência da indústria do tabaco no controle do tabaco.

Indústria do Tabaco: Desdobramentos Recentes

Greg Connolly, DMD, MPH
Harvard School of Public Health
Greg Connolly é atualmente professor da Prática de Saúde Pública no Departamento de Sociedade, Saúde Humana e Desenvolvimento e diretor do Center for Global Tobacco Control na divisão de Prática de Saúde Pública da Harvard School of Public Health. Além disso, é orientador científico do Departamento de Saúde Pública de Massachusetts. Sua pesquisa é voltada ao controle do tabaco e prevenção de doenças relacionadas ao tabaco. Atualmente é o principal investigador de três projetos que estudam os diversos aspectos do controle do tabaco, da criação do produto de tabaco à eficácia das políticas de controle do tabaco. Recebedor do prêmio Dr. William Cahan Distinguished Professor, através da Harvard School of Public Health pelo Flight Attendants Medical Research Institute. O Dr. Connolly é autor de inúmeras publicações sobre as políticas de controle do tabaco.

Criação de uma campanha antitabaco para os meios de comunicação de massa

Vera Luiza da Costa e Silva, MD, PhD, MBA
National Public Health School, Oswaldo Cruz Foundation
Dra. Vera Luiza da Costa e Silva é médica com doutorado em Saúde Pública e Epidemiologia e mestrado em Administração de Empresas para o Setor Público. É atualmente professora da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) no Brasil. Durante 16 anos coordenou diferentes atividades nas áreas de epidemiologia e prevenção e controle do câncer no Instituto Nacional de Câncer no Brasil, e participou de medidas legislativas, econômicas, de vigilância e controle do tabaco, e na criação de uma autoridade reguladora dos produtos de tabaco. De 2001 a 2005 foi diretora da Iniciativa Livre de Tabaco na Organização Mundial de Saúde-OMS em Genebra, Suíça, onde supervisionou a secretaria de negociações da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco da OMS. Em março de 2007, a Dra. Costa e Silva juntou-se à PAHO como líder de equipe do programa de controle do tabaco.

Desenvolvimento de um Programa Nacional: Estudo de Caso, Brasil

Thomas Frieden, MD, MPH
Centers for Disease Control and Prevention (CDC)
Thomas Frieden é o atual diretor dos Centers for Disease Control and Prevention (CDC) e administrador da Agency for Toxic Substances and Disease Registry (ATSDR). Foi comissário do Departamento de Saúde e Higiene Mental da Cidade de Nova York, um dos maiores e mais antigos órgãos de saúde pública do mundo. Em 2002, o Dr. Frieden lançou uma iniciativa antitabaco em toda a cidade, que consistiu no aumento do imposto municipal sobre os cigarros e na proibição do fumo em virtualmente todos os locais de trabalho, incluindo 20.000 bares e restaurantes. Graças aos seus esforços, a Cidade de Nova York é um modelo nacional e global do controle de tabaco. Líder no controle da tuberculose, o Dr. Frieden foi nomeado Comissário de Saúde da Cidade de Nova York após trabalhar 5 anos na Índia, onde ajudou a desenvolver um dos programas mundiais mais eficaz no controle da tuberculose. Antes de seu trabalho na Índia, o Dr. Frieden foi instrumental em deter a epidemia de tuberculose na Cidade de Nova York. Ele é considerado um dos peritos mais respeitados na área de saúde pública.

Como Evitar 100 Milhões de Mortes pelo Tabagismo

Gary A. Giovino, PhD
SUNY School of Public Health and Health Professions
Gary A. Giovino, PhD ocupa o cargo de presidente do Departamento de Comportamento de Saúde da SUNY School of Public Health and Health Professions. Obteve o grau de doutor em Patologia Experimental (Epidemiologia) pela University at Buffalo. Em 1988, entrou para o Office on Smoking and Health dos Centers for Disease Control and Prevention (CDC), sendo o chefe da divisão de Epidemiologia. Em 1999, assumiu o cargo de Cientista de Pesquisas Sênior no Departamento de Comportamento de Saúde do Roswell Park Cancer Institute. O Dr. Giovino é membro do Conselho Consultor do New York State Tobacco Control Program. É o principal investigador dos dois estudos financiados pela Robert Wood Johnson Foundation (RWJF), incluindo um estudo de padrões nacionais da cessação do tabagismo por jovens, uma pesquisa de avaliação do fumo “pesado” e interesse na redução do mal causado pelo tabaco. É também líder da equipe de tabaco do componente ImpacTeen do projeto “Bridging the Gap” da RWJF.

Stanton Glantz, PhD
University of California, San Francisco School of Medicine
Stanton Arnold Glantz, PhD é professor de Medicina (Cardiologia), professor eminente na American Legacy Foundation de Controle de Tabaco e diretor do Center for Tobacco Control Research and Education da Escola de Medicina da University of California, São Francisco (UCSF). É ativista líder do movimento dos direitos dos não fumantes e ajudou na defesa da Portaria de Fumo no Local de Trabalho de São Francisco, que representou a primeira derrota eleitoral da indústria do tabaco. Ele é um dos fundadores da Americans for Nonsmokers' Rights e autor de quatro livros e cerca de 300 trabalhos científicos, dentre eles a primeira revisão que identificou o fumo involuntário como causa de doença do coração e uma revisão marco na publicação JAMA, mostrando que a indústria do tabaco sabia, 30 anos antes, que a nicotina criava dependência e que o fumo causava câncer. Ele agora administra dois projetos, o SmokeFreeMovies.ucsf.edu e o TobaccoScam.ucsf.edu — que contra-ataca os esforços da promoção do fumo nos cinemas e na indústria de hospitalidade.

Melhores Práticas na Política de Controle do Tabaco: uma atualização

Jack Henningfield, PhD
Johns Hopkins School of Medicine
Pinney Associates

Dr. Henningfield é professor adjunto de Biologia Comportamental do Departamento de Psiquiatria e Ciências Comportamentais da Johns Hopkins University School of Medicine, e vice-presidente de Pesquisa e Política de Saúde na Pinney Associates, uma empresa de consultoria situada em Maryland. O Dr. Henningfield investiga as drogas que causam dependência, incluindo o álcool, cocaína, maconha, morfina e nicotina, bem com os medicamentos que tratam da dependência e outros distúrbios. Grande parte de sua pesquisa foi conduzida no National Institute on Drug Abuse, onde ocupava o cargo de investigador principal e onde administrou vários laboratórios dedicados ao estudo de drogas que criam dependência e ao tratamento da dependência de 1980 a 1996. O Dr. Henningfield continua como orientador e consultor de vários departamentos do Governo Federal dos EUA, da Organização Mundial de Saúde e de outras organizações que lidam com os problemas do tabaco, dependência de drogas e saúde.

Dependência do Tabagismo

Tei-wei Hu, PhD
University of California
Dr. Hu é atualmente professor emérito do Departamento de Política e Gestão de Saúde da University of California, Berkeley School of Public Health. Dirige também o Center for International Tobacco Control Policy, Research and Evaluation no Public Health Institute. Em fevereiro de 2011, o Dr. Hu foi nomeado para servir em um comitê sobre fumo e saúde dos Centers for Disease Control and Prevention (CDC) dos EUA. Interessa-se por pesquisas sobre a economia do controle do tabaco e reforma do serviço de saúde na Ásia. O Dr. Hu publicou inúmeros trabalhos na área de economia do controle do tabaco, e é considerado um perito nos efeitos das várias políticas de controle, como por exemplo a tributação, sobre os mercados globais do tabaco.

Análise Econômica da Oferta do Tabaco

Laurent Huber
Framework Convention Alliance
Laurent Huber é diretor da Aliança da Convenção-Quadro (FCA), uma organização que tem atuado na promoção, criação e aplicação do tratado internacional sobre controle do tabaco. É também diretor executivo da Action on Smoking and Health (ASH). Sob sua liderança, essas organizações recebem o crédito de terem moldado o movimento do tratado internacional, e suas ações geralmente são influentes no estabelecimento da política internacional de controle do tabaco. Recebeu recentemente (2005) o prêmio American Lung Association C. Everett Koop Unsung Hero.

O Papel da Sociedade Civil no Processo da CQCT

Andrew Hyland, PhD
Roswell Park Cancer Institute
Dr. Hyland é membro do Departamento de Comportamento de Saúde do Roswell Park Cancer Institute. O Dr. Hyland tem doutorado em Epidemiologia e mestrado em Estatística pela State University of New York at Buffalo. Os principais interesses do Dr. Hyland em pesquisa estão voltados para a avaliação do impacto das políticas que visam à redução da morbidade e da mortalidade associadas ao uso de produtos de tabaco. Exemplos de seu trabalho são uma avaliação do impacto econômico das leis de ambientes fechados sem fumo, monitoramento das tendências nas taxas de câncer e nos fatores de risco do câncer na população através do uso de métodos geográficos, e análise do impacto de uma variedade de medidas da política do tabaco sobre a cessação e a mortalidade em grandes coortes de fumantes nos EUA e internacionalmente. Recentemente, trabalhou na facilitação das avaliações abrangentes dos regulamentos nacionais e subnacionais do ar limpo e no exame do impacto das vendas baixas e não tributadas de cigarros sobre os indicadores da cessação do fumo e receita fiscal não recolhida.

Avaliação das Políticas de Ambientes Livres de Fumo

Natasha Jategaonkar, MSc
University of British Columbia
Estudante de direito na University of British Columbia, Natasha Jategaonkar trabalhou na Aliança da Convenção-Quadro (FCA) como Gerente de Projeto do FCA FCTC Monitor de novembro de 2006 a abril de 2008. O FCA FCTC Monitor é uma abordagem baseada na sociedade civil para monitorar e avaliar a implementação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco nos países de todo o mundo. Antes disso trabalhou como coeditora do relatório internacional intitulado “Turning a New Leaf: Women, Tobacco, and the Future” e durante três anos conduziu uma pesquisa baseada na comunidade como a coordenadora de Pesquisa de Tabaco com o British Columbia Centre of Excellence for Women’s Health em Vancouver, Canadá.

As Mulheres e o Tabaco

Kelley Lee, DPhil, FFPH
London School of Hygiene & Tropical Medicine
Dra. Kelley Lee é líder em Saúde Global, codiretora do Collaborating Centre on Global Change and Health da OMS, e chefe da Unidade de Pesquisa de Saúde Pública e Ambiental da London School of Hygiene and Tropical Medicine. Sua pesquisa concentra-se nos impactos da globalização sobre doenças transmissíveis e não transmissíveis, incluindo a análise de documentos internos da British American Tobacco, visando entender as estratégias de entrada no mercado, a influência da política, o contrabando de cigarros e outras táticas da indústria. É autora de mais de 60 trabalhos acadêmicos, 36 capítulos de livros e 10 livros, incluindo Globalization and Health, An Introduction (Palgrave Macmillan, 2003), Global Change and Health (Open University Press, 2005) e The World Health Organization (Routledge, 2008).

Táticas da Indústria do Tabaco

Sandra Mullin
World Lung Foundation
Sandra Mullin é vice-presidente sênior de Política e Comunicações da World Lung Foundation, onde supervisiona uma equipe de 17 pessoas que dá assistência a governos e ONGs como parte da Bloomberg Initiative to Reduce Tobacco Use. Lidera o trabalho da WLF de assistência aos países para a criação de campanhas de controle do tabaco nos meios de comunicação de massa, tendo supervisionado mais de 60 campanhas em cerca de 20 países durante seus três primeiros anos. A Sra. Mullin também trabalhou durante 12 anos na prefeitura da Cidade de Nova York, mais recentemente como diretora de Comunicações de Christine C. Quinn, presidente da Câmara Municipal da Cidade de Nova York, A Sra. Mullin assessorou as estratégias de comunicação para o incremento da segurança pública, assegurando oportunidades para a educação da primeira infância, na promoção de habitações com baixo custo e na iniciativa para acabar com a fome. No cargo anterior de comissária associada e diretora de Comunicações do Departamento de Saúde e Higiene Mental da Cidade de Nova York, ajudou a promover a Lei do Ar Limpo em Ambientes Fechados de 2002, que proibiu o fumo em todos os locais de trabalho, incluindo bares e restaurantes.

Comunicado Sobre o Controle do Tabaco: uma atualização

Matt Myers, JD
Campanha para Crianças Livres de Cigarro
Matt Myers ocupa atualmente o cargo de presidente e Diretor Executivo (CEO) da Campanha para Crianças Livres de Cigarro (Campaign for Tobacco Free Kids), uma organização que se dedica à restrição do tabagismo pelos jovens. Com sua importante contribuição, ele está na organização desde sua criação em 1996. O Sr. Myers também exerceu papel de suma importância na resolução dos processos contra a Liggett Tobacco Company, e na idealização da política nacional de controle do tabaco. Recebeu o maior prêmio da Harvard School of Public Health, o Julius B. Richmond, pelo seu trabalho em prol da redução da capacidade da indústria do tabaco de comercializar o tabaco para crianças. Na qualidade de presidente da Campanha, dedica-se à redução da influência da indústria do tabaco sobre crianças e ao combate às ações da indústria do tabaco.

Tabaco e os jovens